Neuromarketing: Entenda o conceito e como se beneficiar



O termo neurologia + marketing = neuromarketing é uma parte da neurociência que estuda o pensamento das pessoas, mais especificamente quando são expostas a produtos ou marcas. O Neuromarketing é similar ao Marketing 3.0 tem o foco no ser humano. O campo estuda o comportamento do consumidor e seus processos informativos pelo cérebro para identificar os impactos que podem ser causados emocionalmente por produtos. Interessante, não é mesmo?


Como funciona?

Imagine a seguinte situação: você não vê um familiar há anos e ganha um presente que não gostou. Qual a sua reação? Agradecer e abrir aquele sorriso no rosto pra não demonstrar o seu verdadeiro. Todos nós já mentimos em situações parecidas com essa.


Diversas vezes não transparecemos nossas verdadeiras opiniões, talvez pra não magoar alguém ou por outros motivos. Sabe aquelas caixinhas com pesquisas de satisfação nas lojas? Nem sempre são identificadas se os consumidores foram sinceros em suas sugestões. Será que ocultamos informações? Podemos dizer que a resposta é sim. Isso acontece porque nosso sistema nervoso tenta disfarçar nossas escolhas. O processo de compra não é sempre racional. Compramos por impulso e as vezes achamos que aquela peça que tanto desejávamos, talvez não fosse exatamente o que queríamos.


Quando uma empresa aplica métodos de neuromarketing nas embalagens, ela consegue ter mais opiniões sinceras em relação aos produtos. Por exemplo: você está em dúvida se compra uma camisa azul ou verde, nesses casos sempre pedimos ajuda aos nossos amigos e se aplicado o neuromarketing você conseguirá ter uma opinião pessoal como "amigo, essa camisa não tem uma manga bonita".


Como funciona essa pesquisa?

Os pesquisadores têm acesso a profundas áreas do cérebro humano, e usando tecnologias para medir a atividade cerebral, conseguem ter respostas exatas. Ao observas essas atividades, conseguem entender como o subconsciente humano reage em cada uma das opções dos produtos ou embalagens. Dessa forma, conseguem entender qual produto terá impacto positivo no mercado para incentivar os consumidores na jornada de compra.


O neuromarketing beneficia seu negócio de diversas formas, podem ser elas:


Melhora na decisão da compra

Ao entendermos o que influencia o consumidor na jornada de compra, temos a possibilidade de criar ações que possam explorar essa decisão.


Direciona produtos ao público

Um novo produto chegará ao mercado, pode ser um produto simples, como uma camisa, é importante entender o que esperam dessa peça no mercado e como pode fazer o seu subconsciente ser influenciado pela camisa na decisão de compra.


Melhora a experiência do consumidor

É importante otimizar a experiência do consumidor. Com o neruomarketing conseguimos trazer uma boa experiência com ações que geram novas oportunidades. O consumidor atual se importa em como é tratado pelas empresas e necessita de atendimento especial, que inclusive pode ser através de campanhas publicitárias.


Quais as formas de aplicação dessa ciência?


1. Psicologia das cores

Grandes marcas como Coca-Cola, McDonald's, entre outras, usam essas aplicações. Entendemos que o visual influencia na compra e comportamento do consumidor e através disso, a empresa identifica cores que podem ser usadas para terem impactos positivos. Por exemplo, o vermelho traz a ideia de paixão, já o preto nos traz o conceito do luxo. Analise como as cores podem influenciar a imagem da sua marca.


2. Storytelling

Atualmente, o consumidor não será influenciado mais por publicidades que foquem no produto, ele quer sentir confiança. Dessa forma, as empresas podem criar diferentes apresentações dos produtos por meio de narrativas que ativem o emocional do espectador. Assim, ele se identificará com a história, absorver e sem perceber será direcionado a decisão de compra, criando laço emocional com a campanha de forma natural.


3. Elementos das imagens

Podem ser para produtos ou para as redes socias, é necessária a atenção na forma de como os elementos são distribuídos em uma imagem. Direcionamentos fazem o consumidor criar pontos focais. Por exemplo, uma imagem com uma pessoa olhando para frente, encara você e mantém sua atenção no rosto. Mas, se o rosto está olhando para um brinquedo, a atenção será direcionada para o produto.


4. Gatilhos mentais

Essa é uma das técnicas mais usadas por profissionais de marketing para influenciar o consumidor na decisão de compra. O objetivo é despertar a necessidade do consumo. Frases como "clique aqui para comprar" ou "vagas limitadas" são usadas para despertar um dos gatilhos conhecidos como escassez. Outro caso, é o gatilho da exclusividade, muito usada em estratégias de marketing de conteúdo, podem oferecer materiais exclusivo para seus assinantes, como jornais virtuais.


5. Repetir ideias e conceitos

A repetição de ideias pode estrategicamente tornar seu produto ou mensagem mais forte. Já ouviu uma música na primeira vez e disse que não gostou? Mas, depois de alguns dias você já cantava ela sem parar? É assim que funciona, com o tempo as ideias podem mudar se as ouvir por tempo suficiente.


Entre outras técnicas e aprofundamentos, o neuromarketing pode beneficiar seu empreendimento de forma positiva em relação ao consumidor. O cliente deseja ser tratado como foco do negócio. Por isso, trabalhar as emoções e criar estratégias em que os consumidores se sintam importantes podem trazer efeitos positivos para a decisão de compra.

34 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo